PUBLICIDADE
Caarapó

Dourados: Registradas 8 tentativas de homicídio em menos de 11h

| DOURADOSAGORA


O final de semana em Dourados foi violento, com registro de oito tentativas de homicídio entre às 22h10 de sábado e às 9h de domingo. A Polícia está no encalço de duas pessoas conhecidas como "Rafinha"; o primeiro utiliza o apelido de "Sovaco de Cobra" e o outro "Baleado". Eles são apontados como autores da maioria dos crimes, que não têm relação entre si, segundo a investigação.


A onda de tentativas de homicídio começou vitimando Eriton Lopes, de 21 anos, morador na Rua José Valins dos Reis, no bairro Vila Bela. Conforme noticiou o Douradosagora, ele foi atingido com pelo menos dois disparos de arma de fogo. O crime aconteceu na Rua professor Souza, naquele bairro. A vítima caminhava pelo local, quando foi abordada por dois motociclistas desconhecidos. A dupla teria efetuado vários disparos contra a vítima. Ele foi atingido com um tiro na perna direita e outro na perna esquerda. Eriton foi socorrido pelo Samu e encaminhado até o Hospital de Urgência e Trauma.

 
Na madrugada de domingo, por volta das 3h30 um adolescente de 14 anos, morador na Vila Seac, foi atingido com um disparo de arma de fogo na perna direita.


O crime aconteceu na Rua S-4, na Vila São Brás. Segundo a polícia, o adolescente saiu de casa com três amigos para comprar pão em uma padaria que fica naquela região. Ao retornar, ele foi abordado por uma pessoa, até o momento identificada como Rafael "Sovaco de Cobra", morador no Jóquei Clube, que efetuou os disparos contra a vítima que foi socorrida e encaminhada para o Hospital de Urgência e Trauma.


Mais tarde, por volta das 7h, o autor teria voltado a cena do crime e atirado contra um grupo de jovens, amigos do adolescente baleado de 14 anos. Outras três pessoas ficaram feridas. Um dos atingidos foi preso porque era foragido da justiça.


As vítimas foram identificadas pela polícia como: Edson Aparecido Barbosa da Silva, de 25 anos, além de dois adolescentes, um de 15 anos e outro conhecido como "Gordinho". Edson foi baleado com um tiro na perna direita, na altura do joelho; o menor de 15 anos não teve a pele atingida, porém levou um tiro na calça em que vestia; um outro menor, o "Gordinho", foi baleado, fugiu para o meio de um matagal e não foi localizado para receber atendimento médico. Todas as vítimas foram encaminhadas ao hospital. Edson foi preso, já que contra ele havia um mandado de busca e apreensão em aberto.


Às 4h40 de domingo o pedreiro Márcio Gonçalves Ferreira, de 23 anos, morador na Rua Antônio Amaro de Matos, no jardim Piratininga, foi baleado com pelo menos três disparos de arma de fogo, que atingiram as costas, a cabeça na região do pescoço e o braço direito.

Segundo a polícia, o autor dos disparos seria o "Rafinha Baleado". Em circunstancias que estão sendo apuradas, Márcio caminhava pelo jardim Piratininga quando foi abordado pelo acusado, que efetuou cerca de seis disparos contra a vítima. Ferido, o pedreiro ainda correu, mas acabou caindo no cruzamento entre as ruas Dom Pedro I e Ponta Grossa, perto da casa do irmão.

Uma equipe do Samu foi acionada e encaminhou o pedreiro até o Hospital. Até a tarde de ontem o estado clínico dele era grave.

FACADA

César de Andrade, de 25 anos, conhecido como "Tota", morador no corredor público, número 13, na Sitioca Campina Verde, foi atingindo com oito facadas na noite de sábado, por volta das 23h, na casa da ex-mulher, na Rua Projetada A, no bairro Brasil 500, conforme noticiou o Douradosagora. Segundo a polícia, o autor dos golpes é o atual marido da ex-mulher da vítima, que está foragido.

Conforme a polícia, "Tota" teria ido até a residência do casal e discutido com o acusado. Os golpes atingiram principalmente a região das costas e tórax. César passou pôr uma cirurgia no Hospital de Urgência e Trauma, mas o estado dele é grave. A Polícia Militar esteve no local na tentativa de localizar acusado e a ex-mulher da vítima, mas ambos estão foragidos.

ALDEIA

Às 9h de domingo, conforme noticiou o Douradosagora, um índio, que aparenta ter idade entre 15 e 20 anos, foi encontrado caído numa estrada vicinal, em frente a casa de número 751, na Aldeia Jaguapirú. A vítima apresenta quatro golpes de facão na cabeça e após ser socorrido por uma equipe da Funasa, foi encaminhado para o Hospital de Urgência e Trauma, onde foi internado em estado gravíssimo. Até o fechamento desta edição, a polícia não havia identificado nome da vítima. O caso será investigado. (Informações de Sidnei Bronka)
 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE