PUBLICIDADE
Navirai

Homem é obrigado a tirar botina para entrar em banco

| CORREIO DO SUL


Um eletricista foi obrigado a tirar a botina para conseguir entrar na agência do Banco do Brasil de Naviraí, nessa segunda-feira.


Heibert Jurgen Wasem, de 42 anos, entrava no banco para descontar um cheque, mas a porta de detector de metal travou, indicando que ele estava com algum metal. Como não tinha nada nos bolsos, o segurança o mandou tirar a botina, caso ainda quisesse entrar na agência.


Heibert então tirou os calçados e os colocou no recipiente onde ficam os objetos de metal. No entanto, o segurança tirou do local e colocou no chão.


“Perguntei para um funcionário o que poderia ser feito para que eu não ficasse descalço, ele me respondeu que nada poderia ser feito”, disse Heibert à reportagem do jornal Correio do Sul.


Foi o eletricista quem chamou a imprensa, porque se sentiu humilhado. Segundo declarou ao jornal Correio do Sul, as pessoas que estavam na agência olhavam muito para ele e algumas até davam risada.


“Se fosse um fazendeiro, empresário ou plantador de soja com certeza o tratamento seria outro”, desabafou o eletricista, afirmando que irá procurar a Justiça para que esta situação não se repita com outros clientes.


De acordo com a reportagem, o gerente da instituição, Wandoilson de Oliveira foi disse a Heibert que o que aconteceu com ele é um procedimento normal do banco e que ele deveria ir em casa trocar o calçado e voltar para ser atendido.


“Não sabemos quem é bandido, este procedimento visa dar segurança para todos os nossos clientes. A sociedade precisa entender nossa precaução”, defendeu-se o gerente.


O eletricista vai constantemente ao banco, e esta foi a primeira vez que passou por constrangimento.


Heibert disse que ficou mais chateado ainda com a colocação do gerente ao sugerir trocar a botina por outro calçado. “Só tenho esta e estou trabalhando. Eles é que tem que encontrar uma saída sem humilhar as pessoas”.

 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE