PUBLICIDADE
Caarapó

Corinthians diz que Tevez quer voltar, mas vê Kia como empecilho

| FOLHA


O diretor de futebol do Corinthians, Mário Gobbi, comentou nesta sexta-feira sobre a situação de Carlitos Tevez no Manchester United e disse que o atacante argentino, ídolo do clube, quer voltar ao Parque São Jorge. Gobbi, no entanto, admitiu que o fato de Tevez ter os seus direitos federativos ligados a Kia Joorabchian dificulta a negociação.
 

Kia declarou nesta sexta-feira, em entrevista ao jornal inglês "Daily Star", que Tevez "está no mercado" porque o Manchester United não mostrou interesse em manter o jogador, que tem contrato até o final da temporada 2008/09.

 

O iraniano, que representava a MSI (Media Sports Investment) nos tempos da parceria com o Corinthians, disse que está estudando "outras opções" e descartou a permanência do argentino no Manchester United, onde frequentemente é reserva.
 

Gobbi, por sua vez, lembrou da contratação de Ronaldo para falar sobre uma possível negociação com o ex-atacante corintiano.
 

"A gente procura ser muito transparente, cristalino no que falamos. O Ronaldo era, a meu ver, um sonho impossível, tanto que chegou a ser motivo de chacota. O Carlitos é um sonho possível, bem diferente do que Ronaldo, porque ele já jogou aqui e quer voltar", declarou Gobbi à rádio Jovem Pan.
 

O diretor de futebol, no entanto, admitiu que o envolvimento de Joorabchian é um empecilho para o negócio. "Tem alguns problemas, como o dono dos direitos federativos dele ser o Kia, que tem relação conturbada com o clube por causa da parceria. Vamos ver nos próximos dias se existe algum caminho", disse.
 

"Nós fomos tomados de surpresa com esse fato que o Carlitos não quer ficar na Inglaterra. Que ele quer jogar no Corinthians, nós sabemos há algum tempo, porque ele tem uma identidade muito grande com o clube", disse o diretor de futebol.
 

"Mas é só isso e é lógico que queremos muito o Carlitos, que é um ídolo da torcida, mas estamos chocados e surpresos com a informação", completou.
 

Parceria polêmica
 

A MSI e o Corinthians assinaram parceria no fim de 2004. No ano seguinte, com contratações como as de Tevez, Javier Mascherano e Sebá, além de jogadores de destaque internacional como Carlos Alberto e Nilmar, o clube foi campeão brasileiro, com Tevez conquistando o prêmio de melhor jogador do torneio.
 

As relações do clube com a parceira começaram a estremecer no meio de 2006, com a saída de Tevez e Mascherano para o futebol inglês e o fim dos investimentos pesados. Em 2007, a parceria foi encerrada.
 

Acusado de diversas irregularidades, o ex-presidente Alberto Dualib, grande incentivador do acordo com a MSI, renunciou ao cargo em setembro de 2007. Em crise, o Corinthians terminou o ano rebaixado no Campeonato Brasileiro, retornando à primeira divisão após ser campeão da Série B em 2008.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE