PUBLICIDADE
Caarapó

Guerra d'água é diferencial do Carnaval na fronteira

| MIDIAMAX


O domingo reproduziu uma brincadeira tradicional do Carnaval fronteiriço: a guerra d'água. Os foliões se concentraram em três quarteirões da Avenida Brasil, centro da cidade. Quem passasse por ali já sabia que, ou era guerreiro, ou vítima. A festa e a área delimitada foram anunciadas com antecedência.
 

Uma equipe da Polícia Militar fez o policiamento ostensivo e não registrou nenhuma ocorrência grave. Os foliões pouparam os policiais. Registros históricos dão conta de que a guerra d'água acontece há mais de 50 anos em Ponta Porã. A brincadeira consiste em encher balões com água e atirar contra as pessoas que transitam. O balão explode e o banho é certo.
 

Nesta terça-feira tem mais guerra, no mesmo local, durante a tarde.

iniciaCorpo("15;12;16;13;17;14;18;15");


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE