PUBLICIDADE
Caarapó

BBB André: 'Quem chega atrasado na festa fica sem um pedaço do bolo'

| GLOBO.COM


Ele não durou muito, mas diz que sua rápida passagem pelo Big Brother é uma das melhores coisas que já aconteceu em sua vida. Com 71% dos votos do público, o paulista André deixa a casa mais vigiada do Brasil e agora pretende investir em sua carreira artística. "Deus me colocou lá para me dar uma oprtunidade, e oportunidades são para serem aproveitadas", diz o cantor, que desde o início revelou preferir a fama ao prêmio milionário. Arrependimentos ele afirma não ter, nem das desavenças no confinamento. "Tenho um defeito que é não aceitar desaforo, mas uma qualidade que é não guardar mágoa", diz, em entrevista após a eliminação.


Apesar do discurso conciliador, André afirma que, fora da casa, não chamaria Maíra, Ana Carolina e Naiá para um churrasco. "A Naiá tem uma voz muito irritante e a Ana é muito infantil, só falta uma chupeta", critica o caubói acrescentando que em Maíra notou algo de falsidade. "Logo que chegou ela ficou mostrando tudo que tinha levado na mala, e eu só tinha sunga e cueca para mostrar...", reclama o agora ex-brother, lembrando a época de Casa de Vidro. Dos 12 dias que passou no BBB, três foram lá. Esse, inclusive, é um fator a que André credita parte da culpa por sua saída. "Eles (os brothers) se fecharam de uma tal forma que quem chega por último fica de fora. Quem chega atrasado na festa fica sem um pedaço do bolo, e eu fiquei".




. Veja as fotos da eliminação de André


Questionado sobre as brigas, o paulista também as associa à eliminação, mas diz que não acha ter sido grosseiro. "O que sou é uma cara espontâneo, verdadeiro e transparente. Não controlo o que falo, então isso pode ter pesado um pouco negativamente para mim", admite o cantor, que ainda assim não esperava sair. "Achava que ia a Naiá", revela, confessando o prazer de tê-la mandado ao paredão, depois de atender ao Big Fone. "Foi ótimo", diz, sem arrependimento. "Ela falou que ia me botar no paredão e quis retribuir o carinho."


André revela também o "gostinho" com o castigo do monstro, para o qual escolheu Ana e Naiá, além de Mirla. "Curti e tirei um sarrinho mesmo, depois que elas me atacaram", conta, se referindo à catarinense e à sexagenária e ressaltando que não achou o castigo nada demais. "O ataque partiu delas, não sou saco de pancada e só reagi. Para mim foi uma discussão até sadia", avalia. "Deveria ter sido mais jogador, mas não consigo... foi ação e reação", pondera. "Fui verdadeiro e isso que importa", ressalta, voltando a negar arrependimentos. "Se eu ficasse ia correr atrás de cada uma delas para colocar no paredão", diz, mais uma vez falando das três que não "convidaria para um churrasco - Maíra, Ana e Naiá. Com Mirla, André afirma ter feito as pazes.


Sobre a continuidade do jogo, o cantor diz que torce por Max que acredita na vitória do carioca, mas também revela carinho especial por Ralf. E, sobre os planos futuros, não vê a hora de deslanchar a carreira de sua dupla musical, na qual faz a segunda voz: a Caubóis Sertanejos. "Quero mostrar meu trabalho e meu talento", diz, revelando ansiedade pelos shows e programas de televisão.
 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE