PUBLICIDADE
Caarapó

Apática, Lusa perde para o Barueri

| GLOBO.COM


Apática, a Lusa viu sua seqüência de nove jogos sem perder cair diante do Barueri, neste sábado, pela 11ª rodada do Campeonato Paulista. Sem tomar conhecimento, o time da casa venceu a equipe da capital por 2 a 1, com gols de Thiago Humberto e Leandro Castan. Alex Bruno descontou.


A derrota põe em risco a permanência do time do Canindé no G-4. Com 18 pontos, a Lusa tem a concorrência do Santos, que vem logo atrás, com 17. No meio da semana, a equipe encara o Icasa-CE, pela Copa do Brasil.
 

Antes da partida, uma polêmica. Antes escalado para o jogo, Pedrão foi vetado. Embora a comissão técnica tenha afirmado que o jogador estava reclamando de dores musculares, o atacante fez questão de afirmar que estava em condições de jogo.
 


O jogo começou morno. Sem criatividade, a Portuguesa não conseguia criar chances de gol contra a bem montada defesa do Barueri. Isolado, Edno não conseguia finalizar a gol e pouco ameaçava. Durante toda a etapa, apenas o Barueri ameaçou, com Wesley, logo aos seis minutos. O goleiro Fabio fez defesa sensacional. Everton e Ralf também tiveram boas chances.


No segundo tempo, a Lusa voltou a campo com o artilheiro Christian, na tentativa de ter mais um homem de referência na frente. Mas quem marcou primeiro foi o time da casa. Aos cinco minutos, Bruno Rodrigo errou o tempo da bola e deixou livre para Thiago Humberto. O atacante chutou forte, sem chances para o goleiro Fábio.


Aos 12, o veterano Basílio voltou a ameaçar, com um chute no travessão. Quatro minutos depois, Thiago Humberto perdeu, sozinho, grande chance de ampliar. A resposta da Lusa veio em seguida, com Edno. O meia invadiu a área e mandou uma bomba. O goleiro René espalmou e a bola ainda bateu no travessão antes da zaga do Barueri afastar.


Sem criatividade no meio-campo, o técnico Mário Sérgio pôs Fellype Gabriel para tentar dar mais mobilidade e criar mais chances para os atacantes. Deu certo. Aos 30 minutos, o meia cobrou falta com precisão e o zagueiro Alex Bruno cabeceou forte, sem chances para o goleiro.


Apesar do empate, o Barueri continuava melhor em campo e buscava o segundo gol. O prêmio da persistência veio aos 43. Após cobrança de escanteio, Leandro Castan aproveitou vacilo da zaga da Lusa e mandou para o fundo das redes. Everton ainda teve mais uma chance aos 45, mas o placar permaneceu o mesmo. Um justo castigo para uma equipe que não quis atacar.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE