PUBLICIDADE
Geral

Volkswagen demitirá todos os 16,5 mil funcionários temporários

| FOLHA


O presidente mundial da montadora alemã Volkswagen, Martin Winterkorn, afirmou que despedirá ainda neste ano todos os 16,5 mil funcionários temporários que a empresa possui devido à crise que afeta o setor automotivo.


Em uma entrevista à revista alemã "Der Spiegel", Winterkorn admite que essa medida não é "agradável", mas sustentou que as demissões são "inevitáveis".


Sobre os funcionários fixos, Winterkorn disse não ver "nenhum problema", embora aponte que no caso da empresa não puder "seguir adiante", deverá "rever sobre outras coisas".


O presidente da Volkswagen ainda rechaçou que seu concorrente Opel --filial da General Motors na Europa-- receba ajuda estatal, pois considera que o Estado não deve se converter em "uma sociedade de resgate para empresas que possivelmente estão próximas da bancarrota."


Winterkorn admite que é "legítimo" que governo alemão outorgue avais financeiros de forma "pontual" a uma empresa, mas "só durante um tempo de transição". Ele ainda assinalou que não se pode calcular se a Opel está ameaçada pela falta de liquidez, mas afirma que, se a empresa se declarar insolvente, seria algo "lamentável".
 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE