PUBLICIDADE
Caarapó

Tia é acusada de engolir orelha de sobrinha na aldeia Jaguapirú

| DOURADOSAGORA


A indígena Valdinéia Isnard Machado, de 19 anos, foi vítima de canibalismo na manhã de domingo, por volta das 8h40. Ela teve parte da orelha arrancada durante uma briga com a tia Rosinete Oliveira, de 24 anos. De acordo com a denúncia da vítima, ambas estavam na casa da avó, quando a tia teria acusado a sobrinha de difama-la para o tio da vítima. Houve discussão, seguida de vias de fato. Rosinete teria imobilizado a vítima no chão.


Fato que chama a atenção é que a indígena é acusada de morder, arrancar e engolir a orelha da sobrinha. A vítima foi socorrida por uma ambulância e encaminhada para o Hospital de Urgência e Trauma. Ela foi medicada e liberada. A Polícia Civil procura por Rosinete, que está foragida. Ela poderá ser autuada por lesão corporal com agravante no canibalismo.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE