PUBLICIDADE
Caarapó

Caarapó reinicia Projeto Leite de Soja

A finalidade do projeto é atender as famílias em situação de vulnerabilidade social no município

| DILERMANO ALVES


 

 

 

A principal finalidade do projeto é atender as famílias em situação de vulnerabilidade social na sede do município, distritos de Nova América, Cristalina além da  Reserva Indígena Te’ ýikue. O atendimento está focado preferencialmente nas crianças em situação de desnutrição, gestantes, nutrizes, pessoa portadora de deficiência, bem como aquelas que apresentam problemas com lactose.


Dentro das possibilidades o projeto oferece ainda atendimento para usuários com quadro de tuberculose, hipertensos, cardíacos, mulheres com problemas hormonais, criança de zero a cinco anos de idades.


De acordo com a coordenadora do projeto, Germana Cássia Gomes Klein o Leite de Soja atende aproximadamente 700 famílias em diversas localidades como na Vila Planalto, Vila Setenta, Jardim Aprazível, Vila Jary, distritos de Nova América, Cristalina e Reserva Indígena Te’ ýikue.


Também são beneficiados pelo projeto diversas entidades como o Asilo Frei Eucário, o Centro Educacional Marie Ariane (CEMA), integrantes do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI), Escolas Municipais Rui Barbosa e Moacir Franco de Carvalho, na Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) além dos quatro Postos de Saúde da Família por ocasião do  Peso e Hiperdia e nos cinco Centros Municipais de Educação Infantil da zona urbana.



A entrega na sede do município é feita toda segunda, quarta e sexta-feira. Já nas demais localidades as terças e quintas-feiras. Os principais componentes do leite de soja são a soja, açúcar, sal, água, essência com sabor, antiespumante, antidesengordurante, antiestabilizante e Bicarbonato. São produzidos por dia de segunda à sexta-feira aproximadamente 900 litros o que dá uma média mensal de 13 mil.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE