PUBLICIDADE
Caarapó

Policiais paraguaios são presos com droga que viria ao Brasil

| DOURADOSNEWS


Dois policiais paraguaios foram presos com 515 quilos de maconha em uma pista que liga a colônia Pindoty Porã com a cidade de Corpus Christi, Departamento de Canindeyú, fronteira com Mato Grosso do Sul. Depois de presos eles ainda tentaram subornar outros policiais para que os liberassem.
  Os policiais presos foram Joel Ayala Jaime Benitez, 26 anos, e Wilson Dario Cáceres González. A droga era transportada em um veículo VW Gol, com placa brasileira, dirigido por um menor de 17 anos. Segundo o comissário paraguaio Hugo Manuel Lombardo, o trio foi parado em uma pista para abordagem de rotina, mas descobertos ofereceram dois milhões Guaranies (aproximadamente R$ 1 mil), para que os policiais “fechassem os olhos”.
Depois de investigações os presos entregaram mais pessoas da quadrilha, como Juan Ever Cañete, 26, uma enfermeira do hospital regional em Salto del Guairá; Agustín Pedro Gadea Vallejos, 22, e outro menor. Todos eles, de acordo com fontes policiais, são parte de um grupo que traz que traz drogas até Salto del Guairá e em seguida as envia ao Brasil pelo rio Paraná.
Justiça

Cecilio Acosta, chefe da Polícia Nacional, disse que não irá tolerar a presença de “politraficantes” e que vai limpar estes agentes duplos que trabalham para traficantes das fileiras de sua corporação.

  Agora as investigações prosseguirão, para descobrir se há mais policiais, subordinados aos presos que também tenham ligações com o tráfico.
  Segundo o comissário Hugo Lombardo, o local das apreensões não é uma rota comum de tráfico. No mês de janeiro um outro policial, Benicio Silva, também havia sido pego com maconha (717 kg) que levava em um carro. Doze funcionários subordinados a ele foram transferidos para outras delegacias por suspeita de envolvimento com tráfico.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE