PUBLICIDADE
Caarapó

Polícia investiga queda de ultraleve em Caarapó

Perito acredita que o motivo da queda possa ter sido falha humana

| CAARAPONEWS


Por André Nezzi

A reportagem do CaarapoNews acompanhou os trabalhos do perito Jean Cleber Silva e da Polícia Civil de Caarapó, que investigam as causas do acidente com ultraleve que resultou na morte do empresário Lindomar Dronov, 32 anos, e deixou ferido o sócio proprietário do Frigorífico São Luís de Dourados, Dilcar Durigon, 45 anos.

De acordo com as primeiras análises do perito que esteve no local do acidente, uma falha humana pode ter ocasionado a queda da aeronave, visto que o motor da mesma, segundo relato de testemunhas, se encontrava funcionando após o acidente. Também foi descartada a hipótese de pane seca, pois o tanque de combustível estava intacto e com gasolina suficiente para voar.

Jean disse que dificilmente uma falha mecânica possa ter acontecido, pois o ultraleve super Petrel 100 prefixo PU – CDD, ano e modelo 2008, tipo anfíbio era novo e que a hipótese mais provável é que o piloto, Dilcar Durigon, possa ter perdido o controle do ultraleve ao realizar alguma manobra ou estar voando muito baixo no momento do acidente.

A Polícia Civil de Caarapó abriu inquérito e deverá nos próximos dias ouvir as testemunhas que se encontravam no local quando a aeronave caiu. Os relatórios serão encaminhados para o DAC (Departamento de Aviação Civil).

            

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE