PUBLICIDADE
Caarapó

Caarapó implanta Rede Amamenta Brasil

Foi realizada no período de nove a 13 deste mês, em Caarapó, a implantação da Rede Amamenta Brasil

| CAARAPONEWS


Por Dilermano Alves

Foi realizada no período de nove a 13 deste mês, em Caarapó, a implantação da Rede Amamenta Brasil. O projeto é do Ministério da Saúde e tem por objetivo geral contribuir para o aumento dos índices de aleitamento materno no país e reduzir as taxas de mortalidade neonatal e infantil. O trabalho consistiu na realização de oficinas de trabalho nas Unidades Básicas de Saúde, com participação de aproximadamente 115 profissionais.
    Como a grande maioria das políticas públicas e das ações em prol do aleitamento materno no Brasil, a Rede Hospitalar era o principal foco. Diante da necessidade da implementação de uma Política Nacional de Promoção, Proteção e Apoio ao Aleitamento Materno, o Ministério da Saúde vem propor um trabalho articulado em rede, com foco na Atenção Básica, com a intenção de incentivar o aumento das taxas de Aleitamento Materno, bem como sua duração.
    Através da adoção de linhas de cuidados voltadas para a promoção do aleitamento materno coordenadas pela Atenção Básica, se insere a Rede Amamenta Brasil, integrando- se as demais redes, como a iniciativa do Hospital Amigo da Criança, a Rede de Bancos de Leite Humano entre outras iniciativas intra e extra setoriais de apoio e estímulo ao Aleitamento Materno. Visando aumentar a resolutividade de suas ações e de forma a consolidar uma Rede Horizontal, participativa, colaborativa e descentralizada.
    De acordo com a coordenadora da Atenção Básica em Caarapó, Patrícia Gomes Katsuragi, participaram da capacitação todos os profissionais das equipes de Saúde da Família, como auxiliares de enfermagem, enfermeiros, agentes comunitários de saúde, recepcionistas, ajudantes de serviços gerais, médicos, odontólogos e auxiliares de consultório odontológico. As oficinas foram ministradas pelas tutoras da Secretaria Estadual de Saúde, Neide Maria da Silva e Fátima Cardoso, que são da área técnica de aleitamento materno.
 

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE