PUBLICIDADE
Caarapó

SIG prende autor de sequestro relâmpago em Dourados

| DOURADOSAGORA


Na tarde desta sexta-feira, por volta das 15h, policiais do Serviço de Investigações Gerais (SIG), prenderam um homem que estaria envolvido num dos sequestros relâmpago que aconteceu em Dourados. Dionney Wilian Diniz Boffe, de 18 anos, morador no Jardim Pelicano, foi reconhecido por duas vítimas.

Os investigadores do SIG que há dias monitora suspeitos que estariam envolvidos em assaltos no município, foi até a residência de Dionney, na Rua Projetada E, onde encontrou um adolescente de 15 anos, morador no Jardim Ouro Verde. Durante abordagem, o garoto disse que estava no local para comprar droga. Ele disse que pagava R$ 10,00 e revendia a R$ 15,00 cada papelote.

Ao entrar na residência os policiais flagraram o acusado, que foi revistado. Num dos bolsos do short de Dionney, os investigadores encontraram oito papelotes de cocaína.

Na residência, os policiais do SIG encontraram ainda tocas pretas, provavelmente usadas em assaltos, dois canivetes e três folhas de cheques, em nome de Maria Cristina Ruiz Benito.

A proprietária do cheque, é namorada do advogado Fernando Bonfim Duque Estrada. O casal foi vítima de sequestro relâmpago seguido de assalto no dia 3 desse mês. Na ocasião os bandidos, incluindo Dionney, roubaram o veículo, talões de cheques, aparelhos celulares e certa quantia em dinheiro.
Além do menor de 15 anos e Dionney, os investigadores apreenderam outros três adolescentes, que estavam na residência do acusado. Na casa foram apreendidas ainda seis bicicletas de procedência duvidosa.

Os adolescentes e Dionney foram encaminhados para o 1º Distrito Policial de Dourados. As vítimas foram contatadas, compareceram na delegacia e fizeram o reconhecimento do acusado, como um dos autores do sequestro relâmpago.

Dionney foi autuado em flagrante por tráfico de drogas e indiciado pelo crime de roubo qualificado. Os investigadores do SIG não descarta a possibilidade do acusado estar envolvido em outros crimes da mesma natureza, na cidade de Dourados. Os policiais está contatando outras vítimas para possíveis reconhecimentos.
 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE