PUBLICIDADE
Caarapó

Conselheiros de Caarapó participam de capacitação em Campo Grande

O evento foi realizado em Campo Grande, no Centro de Convenções Rubens Gil de Camilo.

| ASSESSORIA


Representantes do Conselho de Assistência Social de Caarapó participaram de uma capacitação visando à realização das conferências municipais de 2009. O evento foi realizado em Campo Grande no último dia seis, no Centro de Convenções Rubens Gil de Camilo. O encontro serviu para discutir idéias sobre o tema apresentado para este ano.

 

De acordo com a presidente do Conselho, Marilda de Paula, o tema em questão é “Controle Social no SUAS para as Conferência de 2009”, que tem como objetivo a participação do controle social, peça fundamental para a gestão dos municípios, pois é a partir desse exercício de democratização que a gestão pública permite inserir a sociedade organizada, em que obtém condições de interagir com governos na definição de prioridades locais.

 

A presidente disse ainda que é importante fortalecer a atuação dos conselhos de Assistência Social para o desenvolvimento de suas responsabilidades e organização, estimulando a participação da sociedade civil no controle social das políticas públicas e, em específico, da política de assistência social, embora o conselheiro tenha que conhecer cada vez mais a realidade de seu município.

 

Para a assistente social Regiane Alves, o tema proposto chama atenção para que a atuação dos conselhos na realidade municipal, que, de acordo com o  Sistema Único de Assistência Social (SUAS), cria regras e normas para aprimorar a organização descentralizada e participativa da política pública de assistência social, porém representa um avanço nesta direção, porque intensifica a participação popular. “Isto só vem fomentar a negociação entre esferas de governo, de modo que as decisões incluam os diversos interesses presentes da sociedade”, falou.

 

Para a secretaria de Ação Social Évinei Arce da Silva Oliveira, este tema vem ao encontro da realidade atual, para que a sociedade civil organizada deve assumir compromissos que visa aprimorar o atendimento de rede de socioassistencial, contribuindo assim para a fiscalização de todo trabalho. “Isso vem fortalecer a necessidade da população em ter o Conselho Municipal de Assistência Social auxiliando na gestão do município e  estimular cada vez a gestão descentralizada e participativa”, finalizou.

 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE