PUBLICIDADE
Caarapó

Autoridades de Caarapó pedem ações de combate à violência

Reunião na Sejusp teve a presença do prefeito, presidente da Câmara e juiz de Caarapó

| CAARAPONEWS


Por Dilermano Alves

Representantes dos três poderes, comandados pelo prefeito de Caarapó, Mateus Palma de Farias (Executivo), vereador Manoel Batista de Souza (Legislativo) e juiz Fernando Chemin Cury (Judiciário), além dos deputados Zé Teixeira (DEM) e Londres Machado (PR), mantiveram audiência com o comando das polícias Civil e Militar de Mato Grosso do Sul, na última terça-feira, em Campo Grande. Em pauta, a discussão do aumento dos casos de violência em Caarapó.
    Em documento entregue na Secretaria de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), as autoridades argumentam que Caarapó enfrenta problemas no setor de segurança, em razão do aumento da população e também por causa do recente asfaltamento da MS-156, que liga Caarapó a Amambai. “A rodovia se tornou um verdadeiro corredor de tráfico de drogas e de veículos furtados, que são enviados para o Paraguai”, prossegue o documento. Outra justificativa para o aumento dos casos de violência é o considerável aumento da população, que, em contraponto aos fatores positivos trazidos pelo processo de desenvolvimento que o município atravessa atualmente, “registram-se os fatos negativos, com reflexos na área social, como as demandas no setor de segurança pública”.
    Para enfrentar a situação, as autoridades reivindicam à Sejusp o aumento do efetivo da Polícia Militar e dos quadros da Polícia Civil, o envio de viaturas, ampliação do prédio do Pelotão da PM, armamento, recursos financeiros para manutenção da estrutura policial militar, a implantação de tecnologia na sede do pelotão e que aAgência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) assuma a guarda da cadeia pública.
    Os representantes da Sejusp sinalizaram positivamente às reivindicações das autoridades de Caarapó. André Matsushita, superintendente de Segurança de Mato Grosso do Sul, disse que as questões serão encaminhadas para discussão e atendimento. O chefe do Estado-Maior de Polícia Militar, coronel Carlos Alberto Davi, garantiu o aumento do efetivo policial e o envio de armamento e de viatura para o pelotão. “Vamos capacitar os policiais para o uso de pistolas ponto 40, que serão enviadas à polícia de Caarapó”, disse o comandante.
    “O que queremos são melhores condições de trabalho para os policiais, para uma consequente ação mais efetiva de combate à violência em Caarapó, a fim de garantir paz e tranqüilidade ao cidadão de bem”, argumentou Mateus Palma de Farias.
    Também acompanharam a reunião o vereador Aparecido dos Santos (PR), o presidente do Conselho Comunitário de Segurança, José Elnício Moreira de Souza, e o chefe de gabinete da Sejusp, José Lázaro Pereira de Oliveira.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE