PUBLICIDADE
Caarapó

FIA recua e pontuação deve definir o campeão do Mundial-2009

| FOLHA


A FIA (Federação Internacional de Automobilismo) admitiu nesta sexta-feira que deve voltar atrás e adiar a mudança nas regras da F-1 – que estabelece que o número de vitórias define o campeão do Mundial de Pilotos-- para a temporada de 2010.


Hoje, a Fota (associação de equipes) protestou e disse que a mudança imposta pela FIA não poderia ser implementada já no Mundial-2009 – que começa no dia 29 de março, com o GP da Austrália – por não contar com o apoio unânime das equipes.


A Fota voltou a defender sua proposta de mudança na pontuação, que aumentaria o peso da vitória: o vencedor receberia 12 pontos, com nove para o segundo colocado e sete para o terceiro. Do quarto ao oitavo lugar, permaneceria o sistema atual.


Após o comunicado das equipes, a FIA disse que rejeitou a proposta da Fota e aceitou a ideia da FOM (Gerência da F-1), comandada por Bernie Ecclestone, de que o maior vencedor do ano seria o campeão – proposta que não tinha rejeição das escuderias, segundo a FOM comunicou à FIA.


A entidade, então, reconheceu que a mudança será implementada apenas em 2010 se as equipes a rejeitarem.


Mudança


Na última terça-feira, a entidade anunciou que o campeão da temporada seria o piloto com mais vitórias no ano, independentemente do número de pontos conquistados.


A pontuação, assim, serviria apenas como critério de desempate para o primeiro lugar. Do segundo lugar em diante, valeria o sistema de pontos. O campeonato de construtores não teria o seu formato alterado. As mudanças, agora, devem ser impostas no Mundial-2010.


Além das equipes, diversos pilotos, como Fernando Alonso, Rubens Barrichello, Jenson Button, Lewis Hamilton e Jarno Trulli, entre outros, reclamaram e desaprovaram a mudança. O heptacampeão Michael Schumacher, aposentado da categoria desde o fim da temporada de 2006, também criticou a FIA.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE