PUBLICIDADE
Política

Crise chega às bases parlamentares; emendas estão suspensas

| TV MORENA


A crise econômica mundial já afeta as bases dos parlamentares estaduais. Os deputados terão que adiar 'apadrinhamento' de obras pagas com as chamadas 'emendas parlamentares' individuais, que na prática são margens no orçamento destinadas a financiar obras indicadas pelos políticos.
 

O líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Youssif Domingos (PMDB), comunicou na sessão desta terça-feira a suspensão temporária da liberação de emendas. Segundo ele, o governador André Puccinelli (PMDB) adiou a liberação das emendas dos deputados estaduais em decorrência da queda na arrecadação de ICMS. Os repasses serão feitos em abril ou maio, dependendo da evolução da receita estadual.


De acordo com o líder do Governo a liberação dos R$ 12 milhões, R$ 500 mil para cada deputado, está garantida. Contudo, a data dependerá da evolução da arrecadação dos tributos estaduais e dos repasses federais.


O governador avalia se libera em abril. Outra hipótese é que a liberação aconteça em maio, junto com o pacote de obras a ser lançado por Puccinelli, que também foi adiado por causa da crise. Por meio das emendas, os deputados estaduais contemplam instituições e prefeituras nas áreas de saúde, assistência social e educação.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE