PUBLICIDADE
Caarapó

MOVA forma turma em Caarapó

O Programa de Alfabetização de Jovens e Adultos (MOVA) de Caarapó realizou na noite do último dia 3, na Câmara Municipal de Vereadores, a solenidade de formatura de 100 alunos da etapa 2006/007 cujas aulas tiveram início em agosto do ano.

| CAARAPONEWS


 

O Programa de Alfabetização de Jovens e Adultos (MOVA) de Caarapó realizou na noite do último dia 3, na Câmara Municipal de Vereadores, a solenidade de formatura de 100 alunos da etapa 2006/007 cujas aulas tiveram início em agosto do ano. A cerimônia foi organizada pela Secretaria de Educação e Esportes.

 

O MOVA, que teve surgimento nacional em São Paulo no ano 1989 e  em Mato Grosso do Sul foi criado em junho do ano 2000, tem como objetivo atender prioritariamente as famílias cadastradas nos programas sociais do governo estadual. O governo do Estado, através da Secretaria de Estado de Educação, une-se aos esforços do governo federal, através do Ministério da Educação, e, em parceria com os municípios, procura erradicar o analfabetismo em nível estadual.

 

A solenidade de formatura foi prestigiada pelo prefeito Mateus Palma de Farias (PR), pelo  presidente da Câmara, vereador Aparecido dos Santos (PR), pelo secretário de Educação e Esportes, Ismael Martins Guevara, pela supervisora do Mova em Caarapó, professora Edna Sanada, pela representante dos professores, professora Vanilda Augusta, diretores de escolas e famílias dos formandos.

 

De acordo com a supervisora do Mova no município, Edna Sanada, a turma de formandos compreende o grupo de Caarapó, distribuídos em nove turmas, sendo seis na zona urbana, uma no distrito de Cristalina e duas no distrito de Nova América. Outra turma de aproximadamente 150 alunos também foram alfabetizados na Reserva Indígena Te’ýikue, informou.

 

O prefeito Mateus Palma de Farias parabenizou os formandos pela conquista tão importante na vida de cada um, que exigiu muito esforço e renúncias, superando às vezes até mesmo a idade, o cansaço e o preconceito para chegarem até o fim. “Isso representa a superação de mais um degrau na escada da vida, que todos possam colocar em prática os ensinamentos e que continuem alimentando os seus sonhos sonhando”, concluiu.(Dilermano Alves)


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE