PUBLICIDADE
Caarapó

Caarapó: Moradores reclamam de Marcenaria abandonada e rua escura

Local é frequentado por usários de droga e serve como ponto para prostituição também.

| CAARAPONEWS


Por André Nezzi

Os moradores da Rua Euclides Serejo Baptista que faz esquina com as avenidas Dom Pedro II e Duque de Caxias, no centro de Caarapó, estão enfrentando sérios problemas com o local onde funcionava a antiga Marcenaria Gotardi. A situação é crítica. O local serve como reduto para usuários de drogas, assaltantes, prostituição e ainda é depósito de lixo.
 

Segundo um dos moradores da rua que preferiu não se identificar temendo represálias, muitos usuários de drogas usam o terreno para se drogar, traficar e até se prostituir. “Esse terreno é usado para jogar lixo, animais mortos, prostitutas, usuários de drogas e assaltantes se esconderem. Nos finais de semana é um entra e sai constante durante a noite”, citou. Ele ainda alertou para os perigos a saúde já que muitos insetos e ratos se concentram no local.

  Ainda segundo o morador, além do local que se encontra abandonado, a pouca iluminação na rua contribui para presença dessas pessoas. “Pagamos R$ 24,69 de taxa de iluminação pública e nossa rua vive as escuras, temos medo até de sair e entrar em casa durante a noite” desabafou.

  Outra moradora disse a nossa reportagem, que dia desses foi seguida ao sair de sua residência e teve que correr para pedir ajuda e que a pessoa que a seguia se escondeu no local.

  “Espero que as autoridades tomem alguma providência, é muito perigoso aquele local abandonado nessa escuridão, bem no centro da cidade” finalizou a moradora

              

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE