PUBLICIDADE
Caarapó

Polícia prende suspeito de abusar da filha de 4 anos em SP

| TERRA


A Polícia Civil de Araçatuba, a 545 km de São Paulo, anunciou nesta quinta-feira a prisão do pai de uma menina de 4 anos por pedofilia. O pedreiro, 36 anos, cuja identidade não foi divulgada, teve a prisão temporária por 30 dias decretada pela Justiça por abusar da filha quando a mãe se ausentava de casa.


De acordo com a delegada da Mulher de Araçatuba, Luciana Pistori, o caso foi denunciado pelo Conselho Tutelar da cidade, depois que um vizinho suspeitou do abuso. Segundo Luciana, exames de corpo de delito comprovaram que a menina sofreu lesões nas partes íntimas, mas não se sabe há quanto tempo os abusos seriam cometidos. "Isso somente será possível dizer depois que houver uma avaliação psicológica da criança", disse a delegada.


O pedreiro, que deveria ser ouvido na tarde de hoje, vai responder por atentado violento ao pudor. "O atentado é porque não houve conjunção carnal, mas sim atos libidinosos", explicou a delegada.


O presidente do Conselho Tutelar de Araçatuba, Sérgio Calixto, que acompanhou a mãe e a vítima à Delegacia da Mulher, disse que a menina será mais uma das vítimas de pedofilia a ser enviada para os cuidados do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) de Araçatuba.


O centro, especializado no atendimento de vítimas de abusos, faz a triagem das crianças para atendimento específico com psicólogos e assistentes sociais. Calixto não apresentou números, mas disse que as denúncias de pedofilia aumentaram depois da divulgação pela imprensa dos casos de pedofilia em Catanduva.
 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE