PUBLICIDADE
Caarapó

Caarapó intensifica combate à dengue

Caarapó também declara guerra ao mosquito da dengue.

| PREFEITURA MUNICIPAL


 Os serviços de saúde pública de Caarapó estão realizando uma verdadeira cruzada de combate ao mosquito transmissor da dengue neste verão, quando há um aumento do volume de chuvas e a conseqüente proliferação do Aedes aegypti, vetor da dengue e da febre amarela. Visitas domiciliares, aplicação de larvicidas e inseticidas, além de palestras de orientação, integram as ações dos agentes de saúde responsáveis pelos serviços de prevenção e combate à doença em Caarapó.

 De acordo com o coordenador municipal de Endemias, Ivo Benites, não há confirmação da doença no município neste ano. “Foram notificados 9 casos suspeitos, sem confirmação até agora”, informou. Ele acrescentou que o índice de infestação do vetor da dengue está sob controle, mas a população precisa estar atenta e colaborar na prevenção. “Os focos encontrados estão basicamente em bebedouros de animais, plantas cultivadas em água, reservatórios de uso doméstico, calhas entupidas e pneus, e é aí que mora o perigo”, disse Benites.

 Em janeiro, os agentes realizaram 2.400 visitas domiciliares de orientação e ações preventivas. Na segunda-feira, o prefeito Mateus Palma de Farias (PR) acompanhou os trabalhos dos agentes, que efetuaram uma verdadeira blitz na Vila Setenta, sede do município. Na companhia do secretário municipal de Saúde, Paulo César Gonçalves, o prefeito acompanhou os agentes na inspeção e coleta de larvas de mosquitos – para identificação das espécies em laboratório de entomologia instalado no PAM -, tratamento com larvicidas, fumacê e visitas às residências do bairro.

“A questão da dengue em Caarapó está sob controle, mas não podemos nos descuidar”, comentou Mateus Palma de Farias. “A população precisa cooperar nas ações de prevenção, pois essa doença representa um perigo real, e só com o empenho de todos poderemos evitar uma epidemia”, alertou o prefeito.(Dilermano Alves)


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE