PUBLICIDADE
rio brilhante

Concurso vai escolher a espiga de milho mais pesada em MS

| G1 MS


 O Sindicato Rural de Rio Brilhante e a Federação de Agricultura de Mato Grosso do Sul (Famasul) vão promover no dia 25 de julho um concurso para escolher a espiga de milho mais pesada. O evento faz parte da 4ª Festa do Milho, que é realizada no município.


Para participar, o produtor precisa levar até o dia 20 de julho a espiga concorrente até a sede do sindicato ou encaminhá-la por correspondência. Uma comissão julgadora fará a coleta e o peso dos grãos, que serão analisados separadamente. Serão premiadas em dinheiro as oito espigas mais pesadas, em nível estadual (1º e 2º lugar) e municipal (1º ao 5º lugar). A premiação também será às 19h30, no Centro de Tradições Gaúchas da cidade – Tropeiro Velho, com animação musical do Grupo Celestiales.


De acordo com o presidente do Sindicato Rural de Rio Brilhante, Luiz Otávio, a Festa do Milho pretende apresentar o potencial produtivo da região. “No ano passado registramos mais de 100 inscritos no concurso e cerca de 600 pessoas passaram pela festa onde conheceram alternativas tecnológicas, equipamentos, participaram de palestras além da troca de experiência com produtores e estudantes”, explica ele.


O Circuito Aprosoja também está na programação do evento. Mais uma vez, o analista financeiro da AgRural, Fernando Mura Junior, apresentará uma perspectiva do mercado de grão para a safra 2015/2016. A iniciativa da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso do Sul (Aprosoja/MS) já percorreu os municípios de Deodápolis, Coxim, Chapadão do Sul e Dourados, com orientações técnicas agrônomas e financeiras. A palestra está marcada para às 8 horas.
A primeira atividade do dia será a exposição do Projeto Javali. Um estudo desenvolvido pela Embrapa Pantanal em parceria com o sindicato analisa o comportamento deste animal nas lavouras. “Cerca de 30% das perdas nos talhões de uma propriedade são causadas por este animal, por isso a preocupação de levar informações aos produtores da região”, conclui. 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE