PUBLICIDADE
Caarapó

Vereador Agripino pede por Aldeia Tey ‘Cuê

| ASSESSORIA


 

O Vereador de Caarapó Agripino Benites (PT) encaminhou expediente ao Senador Delcídio do Amaral Gomes (PT), ao deputado federal Vander Luiz dos Santos Loubet (PT) e ao deputado estadual Pedro César Kemp Gonçalves (PT), solicitando aos mesmos, recursos para atender a Escola Yvy Poty, na Aldeia Tey ‘Cuê.

  Em sua justificativa o vereador ressalta que “a Escola Estadual de Ensino Médio Yvy Poty, que tem por objetivo a formação de técnicos em Agroecologia, principalmente visando o fortalecimento da cultura Guarani Kaiowá, onde se encontra matriculados cerca de 46 alunos, que estudam no período integral e infelizmente, a Escola não conta com infra-estrutura necessária para atender as necessidades existentes de um ensino importante em tempo integral, fato que tem colaborado em muito para a evasão escolar, o que também nos traz muita preocupação”.

Ressalta ainda o vereador que muitos desses alunos são casados e possuem famílias que estão em situação difícil e não encontram apoio para suportarem a ausência destes, enquanto os mesmos estão na Escola.

Problemas e dificuldades são inúmeros, porém, necessita-se muito de roupas, calçados, agasalhos de frio, mochilas para os alunos, alimentação adequada, etc, ou seja, materiais básicos para que possa auxiliar de certa forma esses alunos e suas famílias, e principalmente tentar diminuir a evasão escolar.Lembrando que Agripino Benites esteve pessoalmente na capital do estado onde foi recebido pelo deputado estadual Pedro Kemp, onde na oportunidade foi abordado o assunto.

Outra preocupação do vereador, diz respeito aos incêndios florestais na área da Aldeia Tey Cuê, situação que vem se agravando e infelizmente mesmos com diversos pedidos de ajuda aos setores competentes, tanto da prefeitura municipal como do Corpo de Bombeiros, estamos encontrando dificuldades.

Lembra o vereador que “enviamos diversos ofícios ao Comando do Corpo de Bombeiros, aos setor de meio ambiente da prefeitura solicitando treinamentos e palestras sobre combates de incêndios, enfim medidas que venham de encontro às necessidades existentes de preparação de uma brigada preparada para estas situações, mas infelizmente não estamos encontrando respaldo em nossas reivindicações”.

Nesta final de semana passado, um incêndio de grandes proporções aconteceu na reserva, onde foi devastada uma grande área, o qual proporcionou prejuízos de elevada monta, “o que nos leva a pedir novamente aos setores responsáveis uma sensibilidade para com o assunto, e quem sabe desta vez conseguirmos nosso intento que é montar uma brigada de incêndio com homens treinados para tal fim”, finaliza Agripino.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE