PUBLICIDADE
Caarapó

Juiz da Comarca de Caarapó é feito refém durante assalto

Juiz da Comarca de Caarapó, Waldir Peixoto Barbosa, foi feito refém, de bandidos em Campo Grande durante assalto.

| MIDIAMAX


 

A quadrilha presa ontem em Campo Grande, pelos policiais militares da Rotac (Rondas Táticas da Capital) deixou o juiz Waldir Peixoto Barbosa, da Comarca de Caarapó, refém por cerca de 30 minutos. O magistrado teve a caminhonete Hilux placa HSF-7370, de Campo Grande (MS), roubada pelos bandidos.

O veículo foi interceptado na Avenida Guaicurus, na Capital. Os bandidos ficaram rodando com o juiz pela cidade por cerca de 20 minutos e o deixaram nas proximidades do Clube Bom Demais, na Capital.

Os policiais localizaram a caminhonete na altura do macro-anel rodoviário na saída para Sidrolândia, em Campo Grande. Os bandidos não obedeceram à ordem de parada dos policiais que fizeram sinais de luz e sonoros. Foram efetuados pelo menos dez tiros nos pneus da Hilux para que os assaltantes parassem o veículo.

Foram detidos na caminhonete: Antônio Marcos Coimete Lopes, 31 anos, e Adair Torraca de Oliveira, 22 anos. Através desta prisão, os policiais também deteram Idelmar Leonel e o filho dele Estevan Eliott Leonel Filho, 18 anos, que estavam em uma moto Honda Titan. Os dois são acusados de praticar os roubos dos carros sob encomenda de uma pessoa que estava em Pedro Juan Caballero, no Paraguai, mas não foi presa pelos policiais.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE