PUBLICIDADE
Caarapó

Hidratar é preciso

Farmacêutica Paula luisa, revela as dicas para se ter uma pele bem hidratada. Confira.

| CAARAPONEWS


 

A nossa pele é atingida durante as variações de temperatura. No inverno, o frio e o vento a ressecam, os lábios sofrem rachaduras, e aquelas “ruguinhas” tendem a aparecer mais, devido ao resseca-mento. A preocupação maior nesse período deve ser a hidratação da pele através de hidratantes indicados a cada tipo de pele e a ingestão de água. Os inimigos da pele no inverno, além do frio e do vento, são as água quente do chuveiro e os sabonetes não indicados à pele.

Segundo a farmacêutica Paula Luisa “para que o hidratante cumpra seu papel, a pele tem que estar limpa, portanto, a atenção neste quesito deve ser redobrada, mas é preciso cuidar para que a limpeza exagerada não tire o manto hidro-lipídico”. A pele do rosto deve ser lavada com água fria sempre, um requisito indispensável é fazer a limpeza antes da hidratação.

A água do banho deve ser morna, buchas e esponjas devem ser usadas só no corpo para retirar as células mortas, e o mais importante: não esqueça de usar filtro solar todos os dias no inverno também, os raios ultravioletas continuam existindo na estação fria e agridem a pele, reforça a farmacêutica.

O hidratante deve ser aplicado de duas a três vezes por dia, de preferência após o banho, quando ainda há umidade na superfície da pele, facilitando a absorção do creme. Mesmo com as novas fórmulas não se deve desprezar a ação dos hidratantes clássicos na dermatologia, que mimetizam o fator de hidratação natural da pele. "São compostos por agentes iguais aos que a nossa pele produz como uréia, lactato de amônio e aminoácidos", revela Paula Luisa.

É importante, também, combinar ativos de oclusão (lubrificantes, como óleo de amêndoas e de semente de uva) e umectação (retém a umidade na superfície). "Todos esses ingredientes reforçam a ação do hidratante principal ou mais ativo da fórmula, aumentando o tempo e qualidade de ação", explica a farmacêutica.

As peles secas requerem hidratantes à base de óleos, uréia e de ação prolongada, que impedem a descamação e a irritação. As peles sensíveis requerem que os hidratantes sejam hipoalergênicos, isto é, sem derivados de petróleo, fragrâncias, corantes e substâncias gordurosas. As peles mistas, oleosas ou acnéicas requerem formulações à base de gel, gel-creme e loção oil-free, que são rapidamente absorvidas. Mesmo a pele oleosa precisa de hidratação.

Para a pele das pálpebras e lábios, que são peles delicadas, finas, com menos glândulas sebáceas e, por esta razão ressecam e apresentam rugas com facilidade, sugere-se que sejam utilizados os óleos, as vitaminas tópicas, agentes anti-envelhecimento e os filtros solares. A pele dos lábios queima rapidamente e recomenda-se, diariamente, o uso de hidratantes labiais com filtro solar.

           


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE