PUBLICIDADE
Caarapó

“Deda” ex-profissional mantêm escolinha em Caarapó

Dos campos de Caarapó, a grandes clubes brasileiros e europeus. Essa foi à trajetória de João Baratella Cavanha, conhecido popularmente em Caarapó como "Deda".

| SéRGIO DA LUZ


 

Dos campos de Caarapó, a grandes clubes brasileiros e europeus.        Essa foi à trajetória de João Baratelho Cavanha, conhecido popularmente em Caarapó como “Deda”. Ainda jovem embarcou num sonho: “Ser jogador de futebol”. Após 12 anos Deda voltou às origens, agora mantêm em Caarapó uma escolinha de futebol, passando um pouco de tudo o que aprendeu a aproximadamente 140 crianças.

Trajetória

 Deda sempre se destacou nas escolinhas municipais, e com apenas 17 anos, seguiu para o time do Ubiratam de Dourados, onde ficou por seis meses. Iniciava ali sua trajetória no futebol. Em seguida foi para o Internacional de Porto Alegre, onde jogou por um ano e meio, o Ubiratam não aceito a proposta do time gaúcho para ficar com Deda, vendendo-o para o Fluminense do Rio de Janeiro. “No Flu foi o meu melhor momento do Futebol, estava no auge da minha forma física, além da honra de vestir a camisa de um dos maiores times do Brasil” destaca Deda.

 O meio campista nunca poderia imaginar tamanha glória dada a ele pelo futebol, passou pelas equipes do Figueirense-RJ, Catanduvense –SP,Santa Cruz – PE, Itumbiara – GO, Anapolina – GO, Vitória – ES.

  Em 1996, foi convidada para jogar em um time de Portugal, proposta que não poderia recusar. Jogou nos times do Freamunde e no Câmara dos Lobos, times da segunda divisão do futebol português.

  Encerrou sua carreira em 2000, após quatro anos no futebol europeu, jogou por mais seis meses na equipe Universal, no Rio de Janeiro, em seguida parou. “Parei por opção própria, já estava com 32 anos, e havia me machucado várias vezes, estava satisfeito como profissional” disse.

Trabalho com as crianças

 Após encerrar a carreira, Deda retornou a Caarapó, abrindo uma escolinha de Futebol para crianças de 07 a 17 anos. Atualmente o trabalho conta com cerca de 140 crianças, nas duas escolinhas que mantêm, uma pela prefeitura municipal e outra pela AABB (Associação Atlética Banco do Brasil).

 A escolinha já vem colhendo bons resultados, dois garotos já fazem parte das equipes de base do Fluminense e outros três jogam no clube Sete de Setembro de Dourados “o nosso trabalho, além de manter os lados sociais, de tirar as crianças da rua, das drogas, dos vícios, também queremos formas verdadeiros atletas, dando a eles oportunidades de resalizarem o sonho que toda a criança têm, ser jogador de futebol” acrescenta.

 "Deda" também está presente na sessão "que fim levou", do jornalista esportivo Milton Neves, a matéria foi colocada no site de Milton Neves após o ex-jogador ser entrevistado pelo CaarapoNews no inicio do ano.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE