PUBLICIDADE
POLÍTICA

Processo disciplinar contra o Deputado Estadual Coronel David não foi arquivado

| CAARAPONEWS


Acima o deputado coronel David, abaixo a logo do Partido Social Liberal (PSL). Foto: Divulgação

Na ultima quarta-feira (5) circularam noticias que a representação do PSL-MS contra o deputado estadual Coronel David havia sido arquivada pela Executiva Nacional do partido, relembre. Porém a executiva nacional do partido enviou uma nota a imprensa desmentindo tais informações.

     O documento  é  da executiva estadual do partido , presidido pela senadora Soraya Thronicke, de acordo com texto  “O mandato do deputado possui interesses ideológicos diversos do defendido pelo partido, contrariando as diretrizes a anseios despendidos pela executiva estadual e nacional bem como a liderança da bancada do PSL na Asssembleia Legislativa e principalmente oerante a sociedade com manifestações desagregadoras perante a imprensa estadual”.

Segundo a assessoria de imprensa do PSL nacional, o processo disciplinar não foi arquivado como vinha sendo divulgado.

A representação nº 20, que apura possível infração ética praticada pelo Deputado Estadual do PSL Coronel David, foi recebida no Conselho de Ética, Fidelidade e Disciplina Partidária do Diretório Nacional do PSL.

O Conselho decidiu que compete ao Diretório Estadual do Mato Grosso do Sul o processamento e julgamento do caso, por se tratar de deputado estadual.

A Comissão Executiva Nacional aprovou o parecer elaborado pelo Conselho de Ética, Fidelidade e Disciplina Partidária do Diretório Nacional do PSL, encaminhando o procedimento ao Diretório Nacional do Partido para decisão final.

O Diretório Nacional do Partido poderá acolher ou rejeitar o parecer do Conselho de Ética. Caso o parecer seja acolhido, a representação será encaminhada ao Diretório Estadual do Mato Grosso do Sul para processamento e julgamento; caso o parecer seja rejeitado, o Diretório Nacional do Partido analisará a representação, aplicando as sanções cabíveis ou absolvendo o representado.

Portanto, qualquer notícia neste momento que trata do arquivamento do processo ético disciplinar de n. 20 não é verdadeira. 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE