PUBLICIDADE
Política

Nelson Trad diz que não é “estepe” nem “pó mágico” para fazer Murilo “ganhar eleição”

| MIDIAMAX


Os democratas de Mato Grosso do Sul mantinham até o final desta manhã esperanças de que o deputado federal Nelson Trad (PMDB), pai do prefeito da Capital, Nelsinho Trad (PMDB), aceitasse figurar na suplência do vice-governador Murilo Zauith (DEM) que concorrerá ao Senado em outubro. Porém, agora há pouco, em contato com a redação do Midiamax, o deputado federal tratou de colocar um ponto final nas pretensões dos democratas.
 

“Isso não procede. Não sou estepe. Já estão chegando ao final do meu mandato. Não é agora que eu vou ficar tapando buraco. O partido deveria ter construído esta situação [indicação do suplente] com antecedência”, avaliou o deputado. No mês anterior, ele já havia repelido a mesma especulação.
 

Uma reunião na tarde de hoje, em Campo Grande, entre Nelsinho Trad, o governador André Puccinelli (PMDB) e Murilo Zauith tentará por um ponto final a novela que se arrasta há meses. Murilo exige um suplente ligado ao prefeito da Capital, mas até agora nenhuma liderança política se habilitou.
 

O presidente do DEM, em Campo Grande, vereador Airton Saraiva contou ao Midiamax que Murilo teria feito o convite pessoalmente a Trad e que ele teria gostado da ideia. “As conversas estão bem adiantadas pode ser que dê certo”, afirmou.
 

Mas, Trad demonstra irritação com a insistência dos democratas. “Isso não passa de boataria que, aliás, não me interessam”, comenta. O deputado federal reitera não gostar da menção de seu nome para a suplência de Murilo Zauith. “Eu não sou pó mágico que alguém usa para ganhar a eleição” comentou.
 

A informação de que a reunião definitiva ocorrerá nesta tarde partiu do governador André Puccinelli que está em Dourados participando da Expoagro e daqui a pouco pega a estrada de volta para Campo Grande.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE