PUBLICIDADE
Caarapó

Coluna Fatos & Boatos - Por André Nezzi

Coluna Fatos & Boatos dessa semana, escrita pelo diretor do CaarapoNews André Nezzi.

| CAARAPONEWS


 

Coluna Fatos & Boatos está de volta essa semana, com um pouco de atraso, devido a cobertura do CaarapoNews na XVI Expoac, e também devido ao um problema nos servidores do nosso portal. Mas como diz o velho ditado antes tarde do que nunca. Essa semana a coluna vem com os bastidores do ato de filiação do (DEM), no último dia (14) e também sobre o 2ª Audiência pública da empresa Agrenco.

 

 

Primeira mão

O vice-governador Murilo Zauith disse em primeira mão ao CaarapoNews durante o ato de filiação do (DEM), que vai colocar seu nome na disputa pela prefeitura de Dourados no próximo ano. Alias nossa matéria com o vice-governador foi publicada em outros órgãos de imprensa do estado.

Novidade

A grande novidade entre os novos filiado do DEM foi o empresário Martim Flores, braço direito do ex-prefeito Guaracy e grande adversário dos Democratas antes. Durante a reunião ouvimos de tudo dos demais membros ali presentes, ouvimos que Martim se filiaria para ser candidato à vice, que Martim se filiaria para pressionar o prefeito Mateus e ser até o candidato a prefeito, que Martim estaria querendo ser vereador, e outros que diziam que ele apenas resolveu juntar ao grupo para conseguir melhores acordos políticos. Bom cada um tire suas próprias conclusões.

Disputa pelo vice

Ainda durante ao ato de filiação do (DEM), fizemos questão de perguntar a todos que tiveram seus nomes cogitado como possíveis candidatos à vice na chapa do prefeito Mateus, Manezinho, Marinalva e João Waldir Bacher tiveram o mesmo discurso, “se for uma vontade do grupo acato sem problema algum”, disseram ambos, mostrando claramente que estariam interessados caso fossem os indicados. Já o presidente do Sindicato Rural Jesus Camacho, foi curto e grosso ao ser questionado que seu nome vinha sendo cogitado. “Só esqueceram de me avisar” respondeu.

Moral

E o folclórico Jaime Pereira Alves ou o “Jaiminho”, foi uma das atrações do evento dos Democratas. É incrível como o vice-governador Murilo gosta do rapaz, aliás, isso causou até certo ciúmes entre outros membros do partido, e Jaime que às vezes é chamado por alguns de “puxa saco” teve seu dia de ser paparicado, pois as pessoas presentes vendo o prestigio que “Jaiminho” tem com o vice-governador, começaram a paparicar o rapaz para fazer média com Murilo.

Gafe?

O ex-deputado federal Waldir Guerra, que também se fez presente no ato de filiação do (DEM), em seu discurso, disse que o melhor prefeito que o (DEM), teria no estado era o prefeito Mateus em Caarapó. Agora só não sei se foi uma gafe, ou foi ironia mesmo.

Stress

E segundo a coluna Antenado do site de noticias DouradosInforma, o deputado Zé Teixeira (DEM) estaria meio estressado ultimamente. Durante uma reunião em Rio Brilhante quando algumas servidoras de carreira do Estado, lotadas em Dourados, foram até lá para conversar com o deputado Waldir Neves (PSDB) sobre a situação de uma instituição, o deputado teria entrado na conversa e cuspido marimbondos para cima das ditas cujas.

Stress II

A coisa chegou a tal ponto que depois o vereador Sidlei Alves (DEM), sabendo do ocorrido, procurou as servidoras para pedir desculpas em nome do deputado. Mesmo assim o deputado não gostou dizendo que quem tinha sido ofendido era ele.

Pré-candidato

E o novo nome a pré-candidato, aliás, candidata a uma vaga na câmara de vereadores é a ex-secretaria de saúde do município Clarice kroider, proprietária do restaurante Thebaz.

Equivoco

Em colunas anteriores, citamos que a Márcia Amorim, teria sido indicada pelo Deputado Federal Geraldo Rezende, como presidente do PPS em Caarapó. Pois bem esses dias tive a oportunidade de conversar com a Márcia pessoalmente, e ela me disse que não se encontra filiada em nenhum partido político de Caarapó. Fica aqui o registro.

Audiência pública

E a tão aguardada segunda audiência pública da Agrenco, pegou fogo na última terça-feira (14), a começar pelo calor que se fez presente no local, onde mais de 500 pessoas se espremeram para ouvir durante boa parte do tempo o mesmo discurso robótico de antes. Os cidadãos só não dormiram no local na hora em que liberaram os microfones para a população fazer suas perguntas.

Cenário armado

Um dia antes o CaarapoNews ficou sabendo o através de um funcionário da empresa que a firma teria mandado confeccionar faixas com dizeres de protesto, com frases como, “queremos trabalhar”, “não pare o progresso” e coisas do tipo. Segundo esse funcionário essas faixas seriam levadas ao local pelos funcionários da empresa por ordens de superiores.

Acordo

Na chegada de nossa equipe ao local avistamos um outro funcionário com as faixas debaixo dos braços, recolhendo as e levando as para uma kombi, que parou próximo ao local. Perguntei o porquê estavam recolhendo as faixas e o funcionário me respondeu que os diretores da empresa já teriam se reunido com as autoridades caarapoenses de tarde e já teria ficado tudo resolvido, e não teria mais necessidades das faixas.

Exaltados

Alguns funcionários da Agrenco mostravam-se totalmente desinformados do que estava se discutindo ali, conversando com alguns ao meu lado, eles achavam que a empresa estava querendo ficar na cidade e a promotora, juiz e outras pessoas que fariam questionamentos ali queriam que fosse embora, e não era esse o questionamento.

Exaltados II

Durante o pronunciamento do Juiz Eduardo Lacerda Trevisan, um funcionário ao fundo que já vinha xingando o mesmo baixinho, dizendo “vai embora daqui” e coisas do tipo, não se conteve em uma determinada hora e soltou o grito, “vai embora”, e depois logo foi contido por outras pessoas.

Vaias

Alias uma das pessoas que se levantou para questionar os diretores da empresa, foi vaiada pelos funcionários, a única coisa estranha é que foi ouvido por muita gente, alguém dizendo, é esse, é esse. Estaria armada também essas vaias?

Dúvida

A grande dúvida que ficou na reunião foi à distância que a empresa ficará da cidade, que para muitos é próxima e poderia causar transtornos como odor ou poluição e outra dúvida era se a empresa estaria dentro das normas exigidas pela secretária de meio ambiente. Mas o estranho é que os diretores apenas respondiam estamos dentro das leis municipais, e como não era possível fazer perguntas ao prefeito, a dúvida ficou no ar, visto que segundo a promotora de justiça, a prefeitura ainda não tinha a licença ambiental da obra. Então como estaria dentro da lei? Ficou no ar essa dúvida.

Lei seca para todos?

 No mesmo dia da audiência pública, os diretores da Agrenco, Juiz, Promotora, Prefeito e outras autoridades foram para um jantar na Pizzaria do Orlando, que varou a madrugada. Fomos questionados por alguns internautas e a tal lei seca? Pois é, nem nós, nos demos conta disso, aliás, ninguém se deu conta no local, pois muitas pessoas juiz, promotora e outras autoridades ficaram até depois da meia noite no jantar, inclusive a equipe do CaarapoNews, que cobriu o evento. Realmente pegou mal, a lei tem que valer para todos, e não para alguns. E não foi ninguém lá pedir para o pessoal ir embora rsrs.

Frase da semana

“Jaiminho me queira bem, não custa nada”. (Prefeito Mateus Palma, para o Jaime pereira Alves, durante o ato de filiação dos Democratas).

 

Por enquanto é só, a semana que vem estaremos de volta com a nossa coluna, se você sabe de alguma fofoca, quer elogiar, criticar ou não concorda com algo escrito nessa matéria mande um e-mail para Caaraponews@hotmail.com (André Nezzi).

 

 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE